Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

quinta-feira, agosto 25, 2005

Obrigado Sr.ª Ministra...

... pela consideração que mostra:

- por milhares de famílias;
- pelas oficinas de automóveis;
- pela EDP;
- por todas as lojas de informática;
- por todos os ciberpontos espalhados pelo país;
- por todas as operadoras de telemóveis;
- pela manutenção de amizades entre os professores.
...

É bom ver que já temos data para a saída das listas de colocações de professores, assim como seria bom que a data fosse antecipada... para bem de todas as famílias que se vão desmembrar após o dia 30.

Num país cuja taxa de natalidade baixa a olhos vistos, o Governo promove a separação de famílias e o aumento da idade da primeira gravidez entre as professoras... tudo porque andar com a casa às costas, pagar duas casas, manter um automóvel custa dinheiro e nós, professores, não recebemos ajudas de custo por cada deslocação que fazemos (ao contrário da Ministra) nem ajudas para residência (ao contrário do Ministro das Finanças).

Nós somos SÓ os incompetentes que trabalhamos apenas 22h por semana, que temos férias mais de 3 meses, a quem não custa nada aturar os filhos dos outros, que somos pai, mãe, amigo, psicológo, assistente social, que pagamos todo o material que usamos e às vezes mais para os alunos que não podem adquiri-lo, que deixamos o nosso coração num sítio qualquer para darmos o restante a todos os alunos que precisam...

A todos os professores, um resto de férias descansado... E BOA SORTE!

À Sra Ministra, Boas férias na Finlândia... (pode ficar p'ra lá, a gente não se importa ;))

6 comentários:

IC disse...

Eu às vezes ando, já a horas de dever estar na cama, à procura de um poema na memória ou pela net... quando estou stressada de ver o mundo ou o país com discursos a mais e esperança a menos.
Hoje até encontrei, sem procurar, nesse teu parágrafo que termina assim: "...que deixamos o nosso coração num sítio qualquer para darmos o restante a todos os alunos que precisam"
***
Isabel

jorge disse...

Ana, infelizmente a classe dos professores está muito mal vista na sociedade... Tomara que todos os teus colegas fossem como tu... Ainda há um longo caminho a percorrer e espero que tu não tombes ou não te deixes passar para o lado de lá! LUTA!

crack disse...

Para que quereriam a senhora na Finlândia? Não vamos ter a sorte de nos livrarmos dela.

alentejodive disse...

Agradeço á nossa professora cometário agora mesmo deixado lá no blogue, em
http://emdirecto.blogspot.com/

Foi engraçado porque quase nem me deu tempo de acabar o post e apareceu logo,logo, o comentário.

Impecável.

AnaCristina disse...

'Tou sempre em cima do acontecimento! A não ser quando ele me foge ;)
Obrigada pela visita

AJFF disse...

A precaridade da vida de um professor é algo que infelizmente não é visível a todos que condenam esta classe profissional.