Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

domingo, junho 01, 2008

Noruega

"A taxa de desemprego é de 2% e a economia vê-se obrigada a recorrer à imigração - 9% da mão-de-obra é não-norueguesa. A rede social não falha. O prazo máximo de espera para uma cirurgia é de três semanas. Quando é ultrapassado, o Estado paga a operação no privado ou no estrangeiro. Os ricos têm os filhos nas escolas públicas, porque são as melhores. O PIB per capita mantém-se, há anos,entre os dois ou três maiores do mundo. Os salários médios mensais de trabalhadores por conta de outrém superam os 3900 euros (os do fundo da escala rondam, em média, os 2320 euros). [...]A licença de parto é de um ano, a 80%, ou 10 meses a 100%. [...]... criou um fundo de poensões para as gerações vindouras também poderem beneficiar do maná petrolífero, mesmo depois de este acabar,... [...] ... não há silhuetas de arranha-céus a recortar o horizonte. Nem na capital. Os noruegueses são poupadinhos. [...]«Isso quando, desde a edificação da Câmara Municipal, nos anos 50, não se construiu nenhum edifício de envergadura em toda a Noruega»".
(meu sublinhado)
Fiquei pasmada...

4 comentários:

IC disse...

Ai, Ana, não me deprimas com essas notícias (comparativas), que deprimida já eu ando com o nosso país sem rumo nem esperança!
Um beijinho

Pedro disse...

Há menos de 50 anos a Noruega estava bem pior que Portugal. Agora é o que se sabe...

Saltapocinhas disse...

eles têm petóleo, que é um maná infindável!

ainda assim, devíamos aprender muito com eles!
era possível vivermos melhor se os políticos fossem mais competentes e as pessoas menos corruptas!

(espero que já andes mais bem disposta!)

Anónimo disse...

Pois é! é maravilhoso entretanto tudo isto tem um preço, e a diferença de um país como a Noruega para Portugal, não está apenas nos políticos esta na mentalidade mais poupada e comunitarária dos noruegueses em relação a nós. Pois nas dificuldades, eles se unem e reagem, não ficam só a se lamentar da vida. Ou seja, andam mais de bicicleta e de transportes públicos do que nós, não vivem a esbanjar e a pedir emprestado no banco para terem um carro topo de gama, não perdem tempo nos restaurantes, levam sandes para o almoço, um norueguês não almoça! toma pequeno almoço e depois lá pelas 17h é que comem almoço e jantam, pagam quase 50% do seu ordenado em impostos para terem boa segurança social, etc... e por aí vai...Nós somos latinos, ou seja, queremos vida boa sem fazer esforços.