Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

terça-feira, abril 24, 2007

Preste muita atenção... Sr. Professor!

Às vezes descobrimos estas coisas na net... e elas têm a propriedade de nos fazer reflectir sobre o nosso trabalho!!

Espero que aconteça o mesmo consigo!


5 comentários:

Prof. Teresa disse...

Olá! Obrigada pela dupla visita! Beijocas e votos de nova semana mais calminha. O feriado ajuda.

Professora disse...

Estas palavras fazem pensar de verdade.

Um beijo

Joaquina

olho_azul disse...

O vídeo leva-nos à relfexão e aponta muitas verdades. Mas também é certo que as turmas são muito heterogéneas e demasiado extensas para muitas vezes desenvolver uma forma pedagógica diferente do que vem sendo hábito.
Mas com o avançar dos anos temos cada vez mais de nos adaptar às novas tecnologias porque elas serão o nosso futuro, enquanto professores.

IX disse...

Ana, eu acrescento um outro aspecto para além da necessidade ou importância de os professores usarem as novas tecnologias no ensino. Assim como se insiste no papel da escola na educação para a cidadania, na educação para os media, etc. acho que urge que a escola comece a pensar em ter um papel na educação dos alunos mais jovens para o uso das novas tecnologias. Eles não precisam de ser ensinados a usá-las, mas usam-nas nos tempos livres para jogar, conversar e outras coisas que a muitos vicia e prejudica o tempo para o estudo não passando de brincadeira, sem que ninguém lhes dê perspectivas de uso pessoal para produzirem, criarem, até investigarem sobre coisas não escolares de que gostam, enfim, ocuparem-se em casa em actividades de lazer, no pc e na net, mais úteis e formativas para eles do que playstations e cª. Já falei nisto em comentário noutro blogue, acredito que os miúdos gostariam, mas eles aprendem umas coisas uns com os outros, mas não têm quem os leve a descobrir que coisas interessantes podem fazer. (Qualquer dia escrevo um post sobre isto baseado até nos viciozinhos do meu neto (agora é o msn com os amiguinhos).

Hindy disse...

Faz mesmo pensar...

Beijos :o)