Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

quarta-feira, abril 04, 2007

Cabelos brancos

Confirma-se... É um facto!!

Estou a ficar velha!

Tinha apanhado desprevenido um cabelo branco no meio dos outros castanhos, há um mês, mais ou menos... Não arranquei nem liguei mais.

Ontem, o meu marido, com o seu ar mais inocente do mundo e ao mesmo tempo maldoso, descobriu mais quatro...

É Oficial, portanto... Estou velha! E espero que isso signifique mais sábia, no entanto considerando a maneira como se tratam os velhos no nosso país não se auguram bons futuros...

14 comentários:

bell disse...

Nada que uma boa tinta não resolva! eheh

Barão da Tróia II disse...

Wellcome to the club, boa semana.

SaltaPocinhas disse...

os meus já são incontáveis!
Mas por enquanto não pinto o cabelo.
Tenho um cabelo original, para quê ficar com o cabelo igual ao de toda a gente???

Mourisca disse...

LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL
Ahhh quer então dizer que os cabelos brancos oficializam a velhice? Bem, obrigada pela informação, não sabia, mas fiquei esclarecida de que sou velha há muuuuuuito tempo eh eh eh

Beijos grandes daqui da velha LOOOOOOOLLLL

Estrela do mar disse...

...ahahahah:)...

...A Estrelinha pediu-me para vir até aqui desejar uma feliz Páscoa...e eu aqui estou:)...

__**_**
_**___**
_**___**_________****
_**___**_______**___****
_**__**_______*___**___**
__**__*______*__**__***__**
___**__*____*__**_____**__*
____**_**__**_**________**
____**___**__**
___*___________*
__*_____________*
_*____0_____0____*
_*___/___@___\___*
_*___\__/...\__/___*
___*_____W_____*
_____**_____**

Ela manda muitos beijinhossssss

Jose disse...

Olá Ana.

Começo por pedir desculpa do que passarei a narrar; mas creio que os blogs, só são úteis quando há troca de ideias e opiniões, quando nos dão a oportunidade de narrar verdades que a historia não tem coragem de o dizer.
Vi o comentário da Salta-pocinhas.
Só o título me leva ao meu passado. Tive uma época na minha vida que era mesmo salta-pocinhas, não me orgulho dessa fase mas não tenho remorsos por tal.
Vamos ao grão:
Abrindo o jogo. Sou Açoriano com mais de meio século de existência. Conheci a politica Salazarista. Senti-a na pele; mas não me envergonho dela.
O maior erro dele foi encobrir aos portugueses a forma como se vivia em Portugal e que este não era auto-suficiente como pais . Quando me refiro a Portugal, refiro-me a esse rectângulo europeio.
O resto tinha outros nomes.
O que lavava a circunstâncias muito especiais, como o pagamento de impostos ao chegar ao tal Portugal, eu por varias vezes paguei quando chegava ao que hoje se chama das docas.
Meu pai pagava impostos do que exportava para Lisboa (neste caso batatas e gado vivo) e também pagava impostos quando comprava nitratos alem dos respectivos fretes.
Aos 14 anos fui detido pela então PIDE só porque numa reunião da acção missionária, tive a coragem de dizer em alto e bom som que dar esmolas ERA FOMENTAR A MISÉRIA.
Aos 17 anos foi-me vedado a oportunidade de frequentar uma universidade, mas me foi facultado a minha inserção nas forças armadas.
Primeiro em Mafra e depois S. Jacinto onde me instruíram como Carne de Canhão. Assim conheci com excepção de Timor o restante Portugal de então.
A primeira exclamação em Africa, território Nacional é que o português não era falado por todos. Só um reduzido numero falavam a língua oficial portuguesa.
Tentaram obrigar-me a pagar o imposto de residência que era conhecido como imposto de palhota .
Encontrei grandes explorações de vários géneros, como o de exploração de madeiras, propriedades de organizações religiosas as tais que pediam selinhos para os pobres pertinho. Os tais que cultivavam o milhos e um cem numero de produtos, como amendoim, café cacau coco, e não esquecendo o bom marisco etc.
Fui responsável varias vezes do transporte de ouro barra desde a fronteira da Africa do Sul ate ao aeroporto de então Lourenço Marques.
Fui aluno de Melo Antunes, colega de Liceu de Jaime Gama. Contemporâneo de Mota Amaral e muitos mais conhecidos na farandula politica portuguesa.
É do meu tempo quando José Medeiros Ferreira se apropriou do dinheiro de cento e tal soldados que foram parar a Africa quando Angola era nossa como dizia a canção, para fugir para França.
Entre setenta e dois e setenta e quatro tomava café depois de almoço com Almeida Santos na cidade da Beira
Fiz a protecção do caminho-de-ferro da linha de Téte
Tinha conhecimento do movimento dos capitães como originalmente foi planeado o que infelizmente não foi posto em pratica, o que era a sua auto determinação lenta e progressivamente.
A primeira fase de Mário Soares ministro de Negócios Estrangeiros o acordo de Lusaka, onde
Onde Moçambique foi entregue à FRELIMO sem serem protegidos as vidas dos que a 23 de Abril eram Portugueses e a vinte cinco do mesmo mês já não eram.
O tratado de alvor, Salta pocinhas, você conhece?
Mário Soares de novo, entrega de Angola aos três movimentos Unita Fnel e Mpla.
Portugal não fez cumprir esse acordo o que deu a origem a uma guerra que durou mais de duas décadas. Quantos portugueses de outrora foram sacrificados. Centenas de milhares para não dizer milhões.
Por tal e não concordando mais uma vez levantei a voz.
E isso me deu um mandado de captura assinado Pelo comandante da nova policia politica portuguesa. copcone
Refugiei-me na Africa do Sul e de lá enviei ao General Spínola o meu camuflado e os distintivos que ao longo da minha vida militar fui distinguindo.
Quando hoje vejo os moçambicanos a passar fome e enfrentarem a miséria diariamente só me vem a mente as centenas de toneladas de ouro em barra que em troca do trabalho de mais de 5000 pretos anualmente para lá iam como voluntários à força de escolta policial
Minha amiga salta pocinhas, que se passou com seiscentas de toneladas de ouro dadas como garantia a um Banco de Chicago e dias depois abriu falência após a morte de João Paulo I. Isto quando Soares era primeiro ministro.
Minha amiga (isto se posso tê-la como amiga) sou um emigrante hoje nacionalizado cidadão deste pais, talvez não saibas nem nunca ouviste a tal força do cordão umbilical que nos liga a terra que nos vi nascer.
Continuo com alma PORTUGUESA mas isto não me torna a vista turva com respeito a muita gente da nossa historia.
Então você crê que foi Jesus que indicou ao Nuno Alvares Pereira a forma de matar espanhóis?
Se assim é nada a fazer
O diabo sabe muito não por ser diabo mas por ser velho

Um abraço

3za disse...

Boa Páscoa... e... pois... cabelos brancos... vai-te habituando à ideia da "sapiência"... Beijinhos!

Professorinha disse...

O que é isso? Cabelos brancos??? Descnheço a existência dessas coisas... o que são ao certo???

;)

Boa Páscoa, Beijinhos

olho_azul disse...

Mesmo com cabelos brancos, desejo-te uma Santa e Feliz Páscoa

Teresa Lopes disse...

Como já alguém te disse, Ana, join the gang e faz como eu: assumi os meus cabelos brancos e não deixo que a cabeleireira os pinte. A nossa idade está no brilho do rosto, em mais lado nenhum.
Boa Páscoa!

Jinx disse...

Nada k uma boa coloração brilhante não resolva.Boas Amêndoas

Professora disse...

Achei o teu blog fantástico. Convido-te a visitar o meu. Uma boa Páscoa e um beijo

Joaquina

caditonuno disse...

ainda me faltam uns anos... eh, eh. e pra mais sou loiro e sem grandes preocupaçoes!

P.S: verifica lá o erro...

Não "arrancei" nem liguei mais.

inês disse...

ahahha, amiga não te assustes, desde os 18 anitos que sofro disso e estou viva!

para mim o maior senão, é que não fico nada bem se não descarregar a verdadeira "tinta" e isso é que é uma grande seca!!!!

30 minutos (35 ou 40) com a tinta á espera que fixe, para depois lavar...etc..., não está com nada!