Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

terça-feira, abril 04, 2006

A galinha da vizinha é sempre melhor que a a minha!

Às vezes fico desiludida com os nossos colegas de profissão. Hoje, em conversa com a Mourisca, expus-lhe uma situação que me incomoda mais do que aquilo que, de facto, mostro.
Não podemos brilhar! A inveja é tamanha...
Ser bem-disposta era sinónimo de incompetência... Este ano, assim como o ano passado, esse facto não se confirma.
Tenho pena mas eu sou bem-disposta e sou competente, modéstia à parte, apesar de tudo o que tenho passado e sofrido para estar aqui.
É óbvio que se pode ser as duas coisas, temos é que considerar o que estamos a fazer e nos esforçarmos por ser o melhor possível...

7 comentários:

Miguel Sousa disse...

mas confesso que prefiro um incompetente alegre a um competente cinzento...pelo menos faz-me bem e eleva-me o humor eh eh eh

CrazyJo disse...

Sei bem do que falas...

Vê o meu post de 5/Julho/05 - "Cobras... diariamente, tropeçamos nelas!!!", lá n'Os (In)Docentes! ;o)

Beijitos, J. (The Crazy-One)

Ups...

;o) The LBug

Penetrador disse...

Apoio total essa ideia. Também sou bem disposto por natureza e muito competente no que faço. Para alem disso uma coisa ajuda em muito a outra, ou seja, a boa disposição ajuda muito no melhor desempenho da profissão.
Beijocas

3za disse...

A mim perguntam-me se tomo uns comprimidinhos... não acham normal nem a energia nem o sorriso. Afinal de contas já passei dos quarenta e não deve encaixar nas cabeças de muitos cinzentos que depois dos quarenta ainda se tenha este speed todo... (Mas também é porque estou numa escola nova há dois anos apenas... nos 20 na anterior deixei amigos a valer e têm saudades dessa alegria... aprenderam a aceitar. Agora aqui é só esperar mais 20...). Portanto, Cristina... talvez o tempo ajude... mas não prometo, que a inveja é coisa poderosa...
(Ah! Se sou competente? Não sei... mas potente sou... levo tudo à minha frente e farto-me de puxar carroças!)

Ramos disse...

Parece até impossivel; mas sou do tempo em que a prostituição era legal em Portugal.
Não me orgulho mas frequentei esse ambiente, e o que mais me admirava era o ataque feroz que tais senhoras colegas de profissão faziam umas as outras, nas costas delas. Em frente eram todas colegas.
Um dia dialogando com meu avo ele dizia-me se é para dizer mal, respira fundo e não digas nada. O que disseres de alguem nessa mesma altura podem estar a dizer de ti
um beijo
ramos

badger disse...

Olá ana...

Olha... não sei se isto se aplica na totalidade à tua situação, mas se bem percebi, julgo que sim... deixo-te esta frase que há dias coloquei no meu blog:

«Se queres ter inimigos, distingue-te.... Se queres ter amigos, deixa que sejam estes a distinguir-te...»

Muitas vezes, sobretudo no trabalho... quando mostramos competências além das habituais... e quando somos novos no local, surgem sempre conflitos!! Pessoas que estavam já, e que julgavam não ser «superadas», digamos assim... Mas, essas pessoas acomodaram-se... e qd chega alguem, sobretudo mais novo, com o sangue a correr nas veias e que não se acomoda... é fonte de alguma discórdia ou confronto!!

Mas deixa.... o tempo tudo resolve!!


BEijokas...

pezinhos de cetim disse...

É óbvio que a boa disposição não tem nada a ver com a competência. E tal como o penetrador disse, também concordo que o facto de estarmos bem dispostos e felizes ajuda muito a ultrapassar os dissabores que se encontram... Mas há outras pessoas que realmente têm muita inveja da felicidade dos outros... E quantas vezes estamos tão "felizes" mas no fundo... Tal como um grande amigo me disse uma vez, eu passo uma imagem errada daquilo que sou... Paciência, eu sou assim e quem gosta de mim, gosta como eu sou e esses conhecem-me mesmo... O resto... O resto vai passando ao lado... Só me importa que a minha consciência esteja tranquila...

Beijocas