Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

sexta-feira, novembro 17, 2006

Professora Titular?

Tenho 59anus.
Sou professoura desde sempre e sempre com muito trabalho e trabalho de cólidade. Mas,cenpre quiz ter um cárgo. Nunca concegui porque avia demaziada democrassia na iscola e nunca ninguen votava em mim e por iço estava desmotivada porque axo que dou uma bôa chefa.Agora vou consseguir porque sou a mais espriente do meu departamento (eu TENHO um departamento).
Vou ser tâmbem dêtê e curdenadora de todas as coisas que averem. Não vou demurar muito achegar a presidenta do concelho esecutivo porque não vai aver na iscola ninguém tão isperiente do que eu e por iço ninguem mais se vai puder candidatar. Agora vou mandar em vóssês todos! Vou avaliálos e vou sér muito esijente como quer a Nossa Senhora Ministra - em quem eu creiu como salvadora da patria- para que ninguém xegue onde eu vou conseguir xegar.
Agóra é que vão ver o qué bom para a toce!Quem ri por ultimo ri mais bem!áááááááááaáaáááa´...

A Professora Titular

recebida por mail

8 comentários:

bell disse...

Ah, eu conheço uma colega assim, mortinha por nos avaliar a todos. Acho que não dá é tantos erros... Esta tem mais qualificações!

Ramos disse...

A avaliação é a dor de cabeça de muita gente pelo menos, assim parece.
A transcrição de algo como o super, não será mesmo uma falta de respeito pela profissão? Não creio que algum prof. seja tão inculto que assim escreva. O respeito é sempre bonito mesmo por alguém que não o mereça. Tenho consciência que é pura brincadeira; mas também vejo a falta de respeito que demonstra pela classe

Diana Oliveira disse...

Gosto de visitar o seu blog. Fiquei triste com este último post, não o esperava vindo da sua parte...parecia-me ser uma pessoa inteligente e ponderada...sei que é caricatural, mas mesmo assim...Não basta uma ministra que não nos respeita e uma opinião pública manipulada que no esmaga? Vê como é fácil o ministério fazer o que quer aos professores? num momento em que se joga, muito seriamente, o futuro dos professores, a guerra entre nós é a última coisa que precisamos!Teremos tempo de a viver com a aplicação do novo ECD...e aí,perderemos a vontade, sequer, de rirmos de nós próprios (coisa que só os melhores sabem fazer, entre outros, muito professores). Quero acreditar que se tratou de uma distracção...vou voltar.

taizinha disse...

A mudança de casa anda a fazer-lhe mal, estou a ver... Eu até conheço uns quantos profs que dizem puzio e tênhamos. Não é por serem profs, é por serem humanos e ninguém ainda ter tido coragem (também por ser humano) para lhes dizer que está mal dito. Não podemos generalizar nem julgar quem nos virá julgar, sem sabermos quem é. Ainda há uns humanos por aí... poucos...

Venho fazer-lhe um desafio, a ideia era animá-la porque gosto muito de vir aqui. Visite-me por favor, há um recado para si no meu "estaminé". Bj.

Anónimo disse...

entendi o q quis transmitir cm esta caricatura algo exagerada. concordo q seja ridículo vagas limitadas d acesso ao topo d carreira...n concordo q uma pessoa por ser mais velha seja mais expriente e melhor p certo tipo d cargos. concordo cm uma avaliação, rigoroso, séria, meticulosa, levada a cabo por pessoas da área d cada um. revolta-m q os ministros d educação sejam tds tão pouco visionários q n percebam q um país sm professores é um país sm futuro. desejava-lhes 90 mts cm a minha turma d currículo alternativo p verem a realidd d país onde dizem viver.

zoltrix disse...

De facto muito exagerado este post.
Mas trata-se de ironia forte misturada com revolta não é?
Provavelmente essa cUlega caricaturizada é a mesma que mete um papel na sala de profes a anunciar que arrenda um apartement com vista pró mar ao preço do salário inteirinho dos profes deslocados...
Maldade há muita, inveja, então, nem falar...
Iria ser o bonito se esta proposta de ECD pasasse, mas não vai, se soubermos continuar a lutar!
Bons sonhos em casa nova!

Anónimo disse...

Valha-me! Já ninguém tem sentido de humor? Teremos de ser e andar sorumbáticos e cabisbaixos e taciturnos para sermos vistos como competentes e ocupados e sérios? Claro que é uma caricatura...infelizmente não tão virtual quanto isso. Não é uma questão de guerrilha docente, mas todos sabemos o jogo de faz-de-conta que se instala e habita nas salas de aula e de professores e nas salas de muitas outras profissões. A questão não bate apenas à nossa porta. O que se levanta aqui, é o poder ser avaliado por néscios! Entre o SER e o Parecer, por vezes, vai uma distância abissal.

Sinceramente, não compreendo a explosiva reacção ao post...Enfim...
Agora vou ser mázinha... Será que alguém se identificou com? Ihihihi!

Anónimo disse...

E isto é só o começo. O ME conseguirá dividir para reinar e lançar uns contra os outros? Este tipo de "humor" é perigoso e toma o todo pela parte.
Não tenho pachorra para gente mimada, com um super-ego tão alto....
Estou no 10º escalão,tenho 29 anos de serviço, muitos dos quais por esse país fora, tento ser o mais competente possível e estou a pensar seriamente eu não ser prof titular. Gosto de dar aulas. O poder nunca me interessou e muito menos tarefas burocráticas. Fiz greves e fui a manifestações porque não concordo com este ECD.