Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

segunda-feira, setembro 19, 2005

Ainda as 35 horas semanais...

São 2.19 am. Acabei, neste momento, a elaboração de testes diagnósticos.
Estas horas são extraordinárias... deveriam ser pagas?

A pensar nisto, percebi que é muito mais proveitoso trabalhar em casa que na escola; não há cantinhos sossegados, não há recantos onde eu possa espalhar o meu material...

Amanhã vou saber para que vão servir as tais 4 horas a mais...

Se for babysitting, recuso logo!

4 comentários:

Miguel disse...

Pois é, nas nossas escolas não há lugar a gabinetes como os que existem para os professores universitários, pelo que trabalhar na escola, fora da sala de aula, torna-se difícil...
E depois vêm com a história de que trabalhamos menos de 35 horas semanais...

IC disse...

Ainda pensei em arranjar um relógio desses para pôr em cima do monitor, mas depois, vou mandar à Srª Ministra o total de horas com um exemplar de cada uma das várias fichas que elaboro por semana como comprovativo????? Ainda me respondia: siga o manual dos alunos, para que precisa de fazer fichas? (E ainda se lembraria de ordenar às escolas cortes nos gastos de papel, pois eu não lhe contaria que imprimo em casa a maior parte, com o meu papel).

Miguel Sousa disse...

fui mais radical...em casa nada para a escola--..atés as sete horas que restam para preparar aulas, faço-as lá...quem fica a perder? perguntem á ministra. Amanha na reunião com os Encarregados de Educação, farei o contrario do que tenho feito nestes 16 anos de carreira, vou marcar a recepção aos encarregados de ed. na horas proibitivas para eles...

AJFF disse...

Na verdade o tempo extra que foi inventado este ano para os professores estarem na escola apenas vai contribuir para aumentar a frustação, porque não se consegue trabalhar na escola por falta de condições. Foi uma injustiça apenas para tapar os olhos a quem não percebe nada do assunto.