Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

domingo, setembro 10, 2006

Desencontro


Que língua estrangeira é esta

que me roça a flor do ouvido,

um vozear sem sentido

que nenhum sentido empresta?

Sussuro de vago tom,

reminiscência de esfinge,

voz que se julga, ou se finge

sentindo, e é apenas som.



Contracenamos por gestos,

por sorrisos, por olhares,

rodeios protocolares,

cumprimentos indigestos,

firmes aperto de mão,

passeiso de braço dado,

mas por som articulado,

por palavras, isso não.

Antes morrer atolado

na mais negra solidão.


"Desencontro" de António Gedeão

retirado daqui

5 comentários:

Miguel Sousa disse...

não entendo porque este homem não é mais reconhecido..

Hindy disse...

Um beijinho "hindyado"! :o)

taizinha disse...

Resposta a miguel sousa: Há quem reconheça, veja pf este site (os meus filhos andam nesta escola), este ano faz 100 anos - http://www.esec-antonio-gedeao.rcts.pt/centenario.htm
Cumprimentos.

taizinha disse...

E agora um comentário, que não consigo deixar de fazer... Ainda há professores neste País que não sabem passar umas férias descansadas... Onde já se viu arranjar trabalho e organizar um evento destes? Afinal quantos sabem quem foi António Gedeão? "Ele há com cada um!"
sorry ;)

pezinhos de cetim disse...

Sempre o grande "António" :)

Sabes que é o meu poeta preferido... E por coincidência ando a dar uma olhada em toda a obra dele...

Beijo :)