Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

quarta-feira, julho 19, 2006

Lutar ou não, eis a questão!

Tenho discutido com frequência com um grande amigo, que se auto-chama Paco, acerca da importância de lutar pelos objectivos...
Ele afirma que lutar por algo cujo resultado não depende do quanto se esforça, não faz parte da natureza dele.
Ao contrário dele, eu tenho por hábito lutar por causas perdidas e têm acontecido alguns sucessos, algumas causas perdidas passaram a ser causas ganhas e bem recompensadas; além de que o sabor da vitória é óptimo!
Quando o Paco me explica a situação por que luta, eu entendo e percebo mas não compreendo o desinvestimento, a capacidade de se acomodar...
Se calhar também eu me devia acomodar mais... lutar cansa... e às vezes lutar por outras pessoas acaba por ser prejudicial para a minha sanidade mental.
Em suma, deverei mudar de casa ou não?

7 comentários:

anjoedemonio disse...

muda da casa! sem medos! digo eu que nada sei.:)

Barão da Tróia II disse...

Assim como assim, muda e logo se vê!

Ramos disse...

a tua pergunta é dubia, que queres dizer -mudar de casa-?opm

Anónimo disse...

experimenta:


MUDA ICETEA
MUDA DE ICETEA

Maracujá disse...

Quanto a mim, quando se está mal, muda-se.
E se não se muda, é porque não se está tão mal assim.

As pessoas mudam apenas quando não aguentam mais. O que me leva a concluir que, se não mudam, é porque estão bem assim. Se dizem o contrário, é porque é bem mais fácil andar a queixar-se da vida e das suas injustiças do que ir à luta e arriscar ser feliz.

Enquanto isso, tudo é uma aprendizagem. :)
Sejamos sábias e sábios ao ponto de aprender com as nossas experiências.

Beijinhos,
Sara

Professorinha disse...

Então.. muda, na mudança está a aprendizagem...

Miguel Sousa disse...

se deves mudar vai depender do que tu acreditares ser mais adequado à tua oportunidade. Por mim tenho um lema: faço sempre a parte que me cabe para melhorar o Mundo...é proque ia detestar se o Mundo não mudsse por culpa daquela parte que me coube fazer e não a fiz porque pensava que sozinho não podia mudar o Mundo.

Não acredito estar só no Mundo e isso dá-me uma felicidade imensa...

SO A MER A DESSAS LETRAS MARI AS É QUE NÃO ME DÃO FELICIDADE