Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

terça-feira, maio 02, 2006

Aos meus avós...

Vim hoje do Alentejo, da casa dos meus pais onde vivem três velhotes: o meu avô e as minhas duas avós. Até há dois anos eram quatro. Tive a sorte de conhecer bem toda a ascendência, ao contrário de amigos meus. E além disso, sei as vantagens e desvantagens de se ter os idosos em casa e não num lar.

Tudo isto a propósito de uma notícia que ouvi hoje na SIC, sobre dois lares clandestinos em que os velhotes passavam fome e não tinham higiene nenhuma aliada à falta de cuidados medico-farmacêuticos.

Lá em casa, a minha mãe e a minha mana do meio
(principalmente!) tratam deles, mimam-nos muito mas também ralham com eles. É importante haver paciência mas dá-se-lhes o conforto do lar e a proximidade com a família que eles criaram.

Por exemplo, há alguns anos, e às vezes ainda agora, gozamos com as histórias que o avô conta mas sabemos que algumas dessas histórias nos dão uma visão da vida de antigamente que nos faz analisar as coisas de forma diferente dos amigos sem avós ou dos amigos que não conversam com os avós; essas histórias fazem-nos dar valor à nossa vida, às nossas ninharias que fariam a riqueza de qualquer criança...


6 comentários:

pezinhos de cetim disse...

Há muita gente que não teve a sorte de conhecer os avós, eu só conheci três... E também há criaturas horrendas que tratam mal essas pessoas que bem ou mal (da forma como sabiam e como achavam melhor) cuidaram dos seus descendentes e mais tarde dos respectivos maridos, mulheres, netos... Infelizmente tenho um caso destes na família... Já nem consigo olhar para aquela criatura!!! Lembro-me sempre do mal que fez... Mas há-de pagar por tudo...

IsaMar disse...

Quem me dera ter o meu Avô por perto...
Aquela sabedoria...aquela juventude...

Fica bem

Hindy disse...

São um poço de sabedoria e experiência... e voltam a ser bebés muitos deles! :)

papoilasaltitante disse...

Adoro os meus..infelizmente agora só me resta uma, mas como tu tive a felicidade de os conhecer a todos!!!
São dos bens mais preciosos na nossa educação!!
E os do meu filhote..que bem lhe fazem!
Beijos

zoltrix disse...

Avós há que os "aproveitar" enqunto há! Só depois de partirem damos pela sua falta...

Anónimo disse...

Mas nem todos podemos abandonar o trabalho para cuidar deles . . . Ainda tenho avó, sou a unica familiar dela ,ela está num Lar clandestino mas felizmente é muito bem tratada, acarinhada e estimada!! Devia ser assim em todos . . . bjs