Lema de Vida:

Aprender até morrer, morrer sem nada saber!!

quinta-feira, maio 04, 2006

Férias

Se há coisas que me enervam solenemente, uma delas é sem dúvida as férias constantes dos professores, que passam o ano todo de férias, não trabalham mais nada além das 22 horas semanais e ainda ganhamos mais que o resto do pessoal trabalhador.

Eu aguento isto com alguma facilidade! Agora vindo da boca de um elemento da nossa Guarda Republicana... principalmente de um elemento que apregoa virtudes e deveres dos outros mas com telhados de vidro do mais frágil que há, não aguento...

O dito elemento, poço de virtudes e qualidades, está de férias pela segunda vez este ano. Não são férias de poucos dias, desta vez já vai em 15 dias. E não me digam que é pelos serviços nocturnos que faz porque não é... nem por pôr a vida em risco que não põe...

Se calhar estou a implicar com o elemento... 'Tadito!

17 comentários:

3za disse...

A Milu vai fazer sair umas coisinhas... que pisam alguns calos... não sei se resolve... mas cansa-me nunca faltar e ter de substituir os que faltam "com alguma facilidade sem grande razão", confesso. Nisso, infelizmente, concordo com ela... é preciso moralizar o sistema... Era bom é que não fosse à custa de quem se dedica e nada tem como recompensa: só as mesmas férias dos que faltam e ainda por cima ter de dar aulas por eles...
Enfim... Como as medidas são a retalho, sem projecto, fica sempre qualquer coisa mal feita. Beijinhos e bom fim de semana.

Francis disse...

chega-lhe...

3za disse...

Correcção... acabei de ouvir a coisa na TV... fica sempre tudo a meio... acabo por ter dúvidas se realmente na prática...
E depois as horas extraordinárias que deveriam ser pagas? E se não houver prof disponível da área? E os que têm um ataque matinal de preguiça mental não podendo avisar previamente? Provavelmente muda-se algo para que tudo fique na mesma.Os que têm mesmo razão para faltar tomam sempre as devidas previdências, até porque só faltam em caso de última necessidade. Acho eu. Não sei... Tudo manta de retalho... coisa aqui coisa acolá... e o sentido global onde fica? Algures? Nenhures?

Ramos disse...

Estudei em Portugal, fiz o serviço militar em Africa e para aqui vim com trinta e dois anos.
Duranto cinco matei galinhas 7,30 por dia e cinco dias por semana. Ao mesmo tempo frequentei uma univ. Das 19 as onze da noite. Completei o curso de eng. mecanico e com a especialidade de Proteção no trabalho.

As minhas primeiras ferias foram 40 horas, o que se seguiram durante 5 anos de trabalho, como chefe de turno numa fabrica de composição de comida para animais.
Em portugal trabalham (se é que trabalham)11 meses e recebem 14 Mas que grande pais!!!!!!!!!!!!!

Artur disse...

Sabem aquelas alturas do ano, em que o cansaço aperta? Como seria bom tirar umas férizanhas de três ou quatro dias... mas os testes e as avaliações não o permitem.

Penetrador disse...

Mas olha que o senhor até não deixa de ter razão. Vocês tem um horário de 22 horas e são bem pagos para isso.Eu sei que ainda necessitam de ver testes e ter reuniões e essas horas são para alem das 22 horas previstas, mas vocês tem férias no natal, carnaval,páscoa,férias de verão,etc...
Eu trabalho o dobro do tempo e não tenho metade das férias que vocês têm.
Desculpa o desabafo :).
Beijocas

Rui disse...

Ramos e Penetrador, eu não sei do trabalho dos outros, por isso nunca poderia dizer que trabalho, como é?, metade do que eles trabalham.
Sei que a presença no meu trabalho é controlada de 45 em 45 minutos, não conheço outra profissão em que isto aconteça (por isso as horas são mesmo cumpridas integralmente).
Sei também que basta um pequeno relaxe durante as minhas horas de trabalho e é o caos que se instala. Aliás, eu que sou alérgico, só me permito tomar anti-histamínicos ao fim de semana porque o ligeiro acréscimo de lentidão nas reacções que eles acarretam é o suficiente para que esse caos de que falo expluda (e acreditem, é mesmo de explodir que se trata).
Só para terminar uma pergunta: porque acham que a classe com maior percentagem de presenças nos psiquiatras é a dos professores (há uns anos, no Norte do país, estavam registados em cerca de 50% das consultas)? Por gosto?, por tempo livre, com muito dinheiro e sem nada para fazer?

Rui disse...

Ah, e já agora, sei que ganho, por mês, 178 vezes menos que cada um dos 9 gestores do BCP! Terei trabalhado 178 vezes menos? Ou o meu trabalho vale 178 vezes menos?

Rui disse...

Olá, Ana Cristina. Bom fim de semana!

Miguel Sousa disse...

pois, se calhar é daques vinte e tal que estão a braços com um enredo mais alguns empresáriosa ehb eh eh eh

Anónimo disse...

Olá, bom fim de semana. Beijinhos

Alentejano disse...

Boa noite conterrania......

Ramos disse...

Ana desculpa usar o teu blog mas é a forma de estar no terreno que levantaste. Sempre fui dos que ao mau tempo boa cara. Por isso para responder ao Rui aqui estou.
Rui, como deve ter compreendido sou de uma geração que comeu o pão que o diabo amassou com o cu.
Quantos inscritos no seu sindicato tem ordenado; mas espírito de professor não o tem?
Por uns pagam os outros.
Quem trabalha por gosto ou melhor gosta do que faz, jamais precisa do psiquiatra para que este resolva os problemas de trabalho. Os tais pacientes lá vão para resolver problemas de consciência e não de trabalho, o tal trabalho que não fizeram e a pouca consciência lhe dói.
Ensinar deve ser uma vocação e nunca uma profissão. Sei do que falo, pois por várias vezes tive a honra de ensinar a matéria que hoje é o terror das escolas matemática.
E pergunto será a matemática um terror? Ou esse terror é o fruto de uma incompetência do professor que deu inicio a essa matéria?

Aqui como professor, sempre ganhei duas horas mais por cada hora leccionada; mas férias? Essas nada
Aqui na Califórnia onde vivo quase há trinta anos produzimos por minuto, ganhamos por hora (não por mês) e pagamos impostos por cada dólare, não ha 13º nem 14º

IsaMar disse...

Infelizmente é a nossa vida....e ninguem nos defende....
GOstava de comentar mais...mas ..há coisas que já nem mereçem ser faladas...já sofremos tanto...e neste momento apeteçe-me gritar bem alto...com revolta de tantas situações da vida de um professor.

bjs

zoltrix disse...

olha que interessante este blogue está!
Pois é sempre fácil falar dos outros.....
Tenho 13º mês pois lutei por ele em muita manifestação e sindicato! Tenho 14º mês pois houve uma revolução em POrtugal há 32 anos que nos deu isso para tentar contrabalançar os salários muito pequenos que tinhamos...!
Hoje estou sem aumento salarial há stete anos e sempre o custo de vida a aumentar! Ainda vai ser pior nos próximos dois anos....
Trabalho, na prática, entre 9 a 12h por dia...
Não dou em maluco pois não tenho tempo e já nem sei se deva invejar as outras que o são!
Para poder ganhar mais 50$USA por mês (600$ ao ano) estou a tirar a mim , á família e amigos TODO O TEMPO POUCO DISPONÍVEL, pois estou a fazer um Master!TODOS os feriados, sábados e domingos!!
Vale a pena? NÃO! Mas é melhor que ficar a pensar que já nada vale e o melhor é ir para outro lado qualquer!
Se me queixo não é só por mim mas pelos outros, que são enganados todos os dias e espoliados mais ainda que eu!Mas o pior, mesmo o pior são as crianças, Senhor! Pois têm cada vez menos ensino qualificado!
Serve a "resposta" Ana? Bom fim de semana! Gosto de te saber lá pelo meu blogue para a miúdagem!
Xi!

papoilasaltitante disse...

Bem... as discussões que eu tenho por causa dessa ignorância!!! Há 18 anos que me bato para calar essas vozes de autêntica manifestação de estupidez pura!
Beijos

Anónimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
»